A equipa do ‘É um restaurante’, com o apoio do chefe Nuno Bergonse e do chefe David Jesus, está a preparar cerca de 200 refeições por dia para distribuir a pessoas que se encontram a dormir na rua.

O ‘É um restaurante’, como muitos outros espaços de restauração na cidade de Lisboa, fechou as portas ao público temporariamente, para prevenir a propagação da pandemia. Contudo, não ficou de braços cruzados e, com o apoio de várias entidades e parceiros, vai permitir dar 200 refeições por dia a pessoas em condição de sem abrigo.

Este restaurante da CRESCER – Associação de Intervenção Comunitária é não só um projeto de restauração, mas também um projeto social, que tem por objetivo integrar no mercado de trabalho pessoas que vivem na rua. Não sendo a distribuição de comida uma atividade habitual da Associação na sua atuação junto da comunidade, mas sabendo que muitas instituições que distribuíam comida deixaram de o fazer – por falta de recursos humanos ou por falta de apoio logístico -, decidiu voltar a abrir a sua cozinha com esse propósito.

Com mão-de-obra muito motivada para ajudar a colmatar esta necessidade de alimentar pessoas em situação vulnerável, a CRESCER precisa agora de apoios e donativos. Para conseguir dar resposta ao problema, por um tempo indeterminado, tão incerta é a previsão de duração da pandemia, a CRESCER, em comunicado, apela a empresas e particulares, com vista à angariação de produtos alimentares e suporte financeiro que permitam que esta iniciativa se mantenha enquanto for necessário.

Para donativos e informações, a CRESCER disponibiliza o IBAN e contactos:

IBAN Associação CRESCER – PT50 0018 000348311690020 48

Email: info@crescer.org   

Tel: +315 213 620 192