Armando Fernandes: Sangue

A tortura, os crimes de sangue existiram e vão continuar a existir, não adianta escrever palavras piedosas a pedir o seu extirpamento, adianta, isso sim, pedir, exigir célere justiça contra os criminosos.

Por: | 2018-05-14T10:42:44+00:00 10:35, 16/05/2018|

Tiago Lopes: Sou foodie. E agora?

Ou na forma mais completa: Foodie, Blogger, Instagrammer: FBI. E agora? Agora acaba de se inscrever — ainda que de uma forma substancialmente abstrata — num clube privado, cheio de estilo, moderno e in.

Por: | 2018-05-16T18:02:44+00:00 10:00, 02/05/2018|

Uma viagem de sabores pela Índia

O facto da cultura lusa se encontrar tão bem preservada num país tão longínquo e sentir que os goeses têm mesmo um carinho especial pelos portugueses não podia deixar de gerar em nós um grande sentimento de boas-vindas.

Por: | 2018-05-08T12:14:14+00:00 14:17, 30/03/2018|

Armando Fernandes: Religião

As religiões exercem fecundo papel no auxílio e defesa dos oprimidos, humilhados e ofendidos, dos sem eira, nem beira, dos apátridas na sua própria Pátria.

Por: | 2018-03-09T17:48:54+00:00 15:00, 10/03/2018|

Nuno Diniz: Retalhos

Um destes dias, lânguidos, flutuantes, de mar chão, e vento Suão, dei comigo a pensar que, talvez, por vezes, raramente, adjective demais. E fiquei sentido. Fiquei mesmo enfadado, crispado, zangado.

Por: | 2018-02-14T16:46:06+00:00 16:46, 14/02/2018|

Tiago Lopes: Apertar o avental

Há centenas de anos que o avental marca uma revolução decisiva e duradoura como a teimosia higiénica de quem a impôs. Foi a inovação de ontem, é o habitual hoje, será a renovação do amanhã, simboliza o trabalho.

Por: | 2018-01-15T17:04:29+00:00 17:37, 11/01/2018|

Armando Fernandes: O Amor

No século passado até aos anos sessenta, nos meios rurais, os rapazes quando pretendiam declarar-se às raparigas da sua eleição e desprovidos de engenho para o fazer directamente recorriam a um “manual” de cartas de amor e escolhiam a que lhes parecia mais adequada ao seu sentir.

Por: | 2018-01-23T14:46:12+00:00 16:18, 01/01/2018|

Olga Cavaleiro: À mesa com Portugal

Marco Gomes surpreendeu tudo e todos e, numa apresentação forte, mostrou-nos como a carne que nos aparece no prato, de todo, não é uma peça despida de conteúdo pronta a receber sabor pelo tratamento que vai receber com os temperos e técnicas de cozinha.

Por: | 2017-12-04T11:58:10+00:00 17:22, 20/11/2017|