A apologia dos almoços com as amigas

Estaria eu e ela, a minha amiga, sentadas frente a frente no banco de madeira de As Ladras Bistro, na Calçada dos Cesteiros. Duas amigas a serem apaparicadas com dois baos de pescada e um tártaro de salmão, carinhosamente cozinhados e servidos por outras duas mulheres.

Por |2020-07-08T15:59:11+01:0013:50, 06/07/2020|

Armando Fernandes: Comer a sós

O título desta crónica enuncia a pulsão negativa do acto de comer, dos misantropos insociáveis, do contrário da convivialidade consubstanciada em refeições de todo o género, primacialmente símbolo de boas e/ ou estreitamento de relações.

Por |2020-08-06T16:04:10+01:0014:25, 30/06/2020|

Armando Fernandes: O caviar e o rio Tejo

Segundo os especialistas o melhor caviar é dos esturjões do mar Cáspio e das espécies Beluga, Ostetra e Seviruga cujas ovas salgadas provocam intensas e inolvidáveis sensações de prazer, por isso mesmo o caviar atinge custo só acessível a nababos sejam donos disto tudo ou não.

Por |2020-08-06T16:03:46+01:0016:54, 18/06/2020|

Bruno Azevedo: A Ilusão da Compreensão de Fenómenos

Como líderes e donos de negócio, somos chamados a tomar decisões. A crise gerada pelo COVID-19 é um inimigo amorfo que requere uma avaliação pessoal da forma como fazemos tudo. Eu acredito que a partir de agora um dos princípios que irá ser a base da nossa atuação será algo dentro da ideia de que “Todo o nosso modelo de gestão está aberto a mudanças”.

Por |2020-06-15T15:54:38+01:0011:00, 12/06/2020|

Armando Fernandes: Elitismo gastronómico

A pandemia está a provocar profundas mutações nas nossas vidas, nada escapa à virulência do cujo, no domínio das restauração para lá dos enormes prejuízos económicos veio ao de cima a normalização alimentar escorada no regresso a fórmulas muito mais simples na preparação das matérias-primas e, só no restrito âmbito das embaixadas e palácios de nababos.

Por |2020-06-08T12:06:35+01:0011:59, 05/06/2020|