Armando Fernandes

- Armando Fernandes

Professor, investigador e autor

Armando Fernandes: Tacos de bacalhau e vinhos

Na altura, qual pavão de penas verdadeiras, provava e voltava a provar, na tentativa de ascender à categoria de honesto opinante crítico de vinhos, sobrou o propósito da honestidade, algumas particularidades gustativas, no que tange à sageza crítica aos costumes digo nada.

Por |2020-11-18T16:26:38+00:0012:12, 18/11/2020|

Armando Fernandes: Confrarias. Que futuro?

O momento é mau, análise profunda e ponderada do universo das confrarias impõe-se. Se assim não acontecer ficarão meia dúzia ao modo de animais a preservar em território ou reserva de exposição museológica de um Mundo que nós perdemos!

Por |2020-10-19T10:48:06+01:0021:52, 12/10/2020|

Armando Fernandes: O Pirolito

A maior parte da geração nascida nos anos sessenta, do marcante Maio de 68, não sabe, mas já provou uma bebida açucarada elaborada à base de xarope, açúcar e gás carbónico.

Por |2020-08-06T16:04:32+01:0013:19, 13/07/2020|

Armando Fernandes: Comer a sós

O título desta crónica enuncia a pulsão negativa do acto de comer, dos misantropos insociáveis, do contrário da convivialidade consubstanciada em refeições de todo o género, primacialmente símbolo de boas e/ ou estreitamento de relações.

Por |2020-08-06T16:04:10+01:0014:25, 30/06/2020|

Armando Fernandes: O caviar e o rio Tejo

Segundo os especialistas o melhor caviar é dos esturjões do mar Cáspio e das espécies Beluga, Ostetra e Seviruga cujas ovas salgadas provocam intensas e inolvidáveis sensações de prazer, por isso mesmo o caviar atinge custo só acessível a nababos sejam donos disto tudo ou não.

Por |2020-08-06T16:03:46+01:0016:54, 18/06/2020|

Armando Fernandes: Elitismo gastronómico

A pandemia está a provocar profundas mutações nas nossas vidas, nada escapa à virulência do cujo, no domínio das restauração para lá dos enormes prejuízos económicos veio ao de cima a normalização alimentar escorada no regresso a fórmulas muito mais simples na preparação das matérias-primas e, só no restrito âmbito das embaixadas e palácios de nababos.

Por |2020-06-08T12:06:35+01:0011:59, 05/06/2020|

#resistir Armando Fernandes: Como na Fuzeta

Na última vez que estive na Fuzeta a maré estava baixa, ensaiei uns passos nos rochedos escorregadios dada a presença de limos, nas concavidades das rochas nadavam satisfeitos pequeninos peixes.

Por |2020-05-29T13:19:10+01:0015:08, 22/05/2020|

#resistir Armando Fernandes: Cautela!

Ora, a pandemia exige-nos cautela redobrada em todas as andanças mesmo as do Demónio tal como as contidas nos dois volumes de Jorge de Sena que num País culto seriam lidas nas Escolas e Bibliotecas em virtude da qualidade da escrita e notável engenho no conteúdo.

Por |2020-05-12T13:43:54+01:0015:14, 11/05/2020|

#resistir Armando Fernandes: As confrarias

Ora, as confrarias (collegias) têm sido estudadas seria e rigorosamente por vários académicos e investigadores dos quais destaco o eminente historiador Paul Véine do Colégio de França. doçaria industrial e a derrota das doçarias de cunho local, regional, conventual e monacal?

Por |2020-05-06T14:27:19+01:0012:21, 05/05/2020|