O ministro das Finanças, Mário Centeno, e o ministro de Economia, Pedro Siza Vieiram anunciaram esta manhã, em conferência de imprensa, que o Governo vai disponibilizar uma linha de crédito de três mil milhões de euros para as empresas afetadas pelo novo coronavírus. A restauração é uma das áreas abrangidas.

Dos três mil milhões, 600 milhões são direcionados para o setor da restauração e similares, sendo 260 milhões para as micro e pequenas empresas. Já o setor do turismo contará com 200 milhões de euros, 75 deles para as micro e pequenas empresas.

Nos próximos dias, as linhas de crédito serão disponibilizadas através do sistema bancário e terão um período de carência até final do ano, sendo amortizadas em quatro anos.

Mais informações aqui.