Depois de uma primeira edição no mês de agosto, em Portimão, o festival de gastronomia Arrebita Portugal está de volta, desta vez para tomar conta de Idanha-a-Nova, no centro do país. São 25 chefes portugueses que juntos vão cozinhar com ingredientes locais daquela que é considerada a primeira bio-região portuguesa. O evento acontece hoje e amanhã, dias 3 e 4 de outubro.

A missão de “estimular a economia rural do interior (e não só) e o comércio locais, dinamizar as cidades e e incentivar o turismo nacional” continua a ser a mesma meta a ser atingida pela organização do festival, a Amuse Bouche. Na segunda edição do festival de gastronomia, desta vez no centro do país, o foco é a sustentabilidade e a biodiversidade, afinal Idanha-a-Nova é considera a primeira bio-região de quatro (Alto Tâmega, São Pedro do Sul e Margem Esquerda do Guadiana) em Portugal. Mas o que é uma bio-região? Nas palavras de Custódio de Sousa Oliveira, responsável da Rede Internacional das bio-regiões em Portugal, é “um acordo de gestão sustentável do território baseado na agricultura biológica”.

E é precisamente com os produtos biológicos da região centro que durante dois dias, 25 chefes portugueses vão criar pratos inéditos, numa iniciativa a acontecer em duas das mais antigas aldeias do município de Idanha-a-Nova: Penha Garcia e Idanha-a-Velha. No dia 3 de outubro, o festival decorre na aldeia de Penha Garcia. É nos moinhos de rodízios que os chefes vão cozinhar “pratos no fogo e inspirados nas tradições da região”. Estes moinhos estão localizados nas margens do rio Pônsul e outrora por lá se produziam farinhas de trigo e centeio. Atualmente, estão inseridos na Rota dos Fósseis e no Parque Icnológico, uma zona classificada pela UNESCO.

Já a 4 de outubro, é a vez de Idanha-a-Velha, uma das 12 “Aldeias Históricas de Portugal”, receber os cozinheiros “nas suas ruas e ruínas romanas”. Neste dia, os visitantes terão oportunidade de provar “a mais inventiva e contemporânea cozinha de rua, em criações que valorizam os melhores e mais frescos produtos da região numa lógica sustentável”.

José Avillez, Alexandre Silva, Óscar Geadas, Rui Paula, Marlene Vieira, António Galapito, José Júlio Vintém, João Cura e Luís Gaspar são alguns dos chefes que estarão presentes. À semelhança da edição anterior, os pratos dos chefes terão um custo entre os 5€ e os 8€.

O recinto do festival será ao ar livre e a entrada gratuita. Segundo a organização, o número de visitantes será permanentemente controlado e limitado, como forma de todos poderem desfrutar do evento em segurança e de acordo com as normas da Direção Geral de Saúde, da Proteção Civil, dos Bombeiros e da GNR. Nesse sentido, os percursos no evento serão de sentido único como forma de impedir a aglomeração dos visitantes.

Resta dizer que o Arrebita Idanha Bio decorre entre o 12h30 e as 19h de dia 3 de outubro. Já no dia seguinte, a 4, acontece entre o 12h30 e as 20h30.

Miais informações aqui.