O “excepcional” ano que um comunicado oficial da Michelin anunciava para os países da península ibérica, em princípios do mês veio a verificar-se agridoce. É que apesar de Portugal ter agora mais quatro restaurantes com uma estrela Michelin e mais um com duas, três restaurantes lusos perderam o seu lugar no guia.

Sevilha foi este ano a cidade escolhida para a cerimónia do Guia Michelin Espanha e Portugal 2020 e o palco para a festa de celebração dos 110 anos desde o seu lançamento. Como habitual, os chefes distinguidos foram convidados a subir a palco e receber cada um deles a jaleca da vitória e, entre as novidades deste ano, para Portugal, na categoria de uma estrela estão agora Epur (Lisboa), Fifty Seconds (Lisboa), Mesa de Lemos (Viseu) e Vistas (Vila Nova de Cacela). Já da categoria de duas estrelas passa a fazer parte o restaurante Casa de Chá da Boa Nova (Leça da Palmeira). Infelizmente para o país, os restaurantes L’And, Willie’s e Henrique Leis perderam a estrela que mantinham.

Feitas as contas e contando com as perdas deste ano, o nosso país passa a contar assim com um total de 27 restaurantes contemplados: 20 com uma estrela e sete com duas estrelas.

Veja na íntegra a lista dos restaurantes portugueses presentes no Guia Michelin Espanha e Portugal 2020:

2 estrelas

Alma (Lisboa), Henrique Sá Pessoa
Belcanto (Lisboa), José Avillez
Casa de Chá da Boa Nova (Leça da Palmeira), Rui Paula nova entrada
Il Gallo d’Oro (Funchal), Benoît Sinthon
Ocean (Armação de Pêra), Hans Neuner
The Yeatman (Vila Nova de Gaia), Ricardo Costa
Vila Joya (Albufeira), Dieter Koschina

1 estrela

A Cozinha (Guimarães), António Loureiro
Antiqvvm (Porto), Vítor Matos
Bon Bon (Carvoeiro), Louis Anjos
Eleven (Lisboa), Joachim Koerper
Epur (Lisboa), Vincent Farges nova entrada
Feitoria (Lisboa), João Rodrigues
Fifty Seconds (Lisboa), Martin Berasategui e Filipe Carvalho [chefe residente] nova entrada
Fortaleza do Guincho (Cascais), Gil Fernandes
Largo do Paço (Amarante), Tiago Bonito
G (Bragança), Óscar Gonçalves
Gusto (Almancil), Heinz Beck e Daniele Pirillo [chefe residente]
LAB by Sergi Arola (Sintra), Sergi Arola e Vladmir Veiga [chefe residente]
Loco (Lisboa), Alexandre Silva
Mesa de Lemos (Viseu), Diogo Rocha nova entrada
Midori (Sintra), Pedro Almeida
Pedro Lemos (Porto), Pedro Lemos
São Gabriel (Almancil), Leonel Pereira
Vista (Portimão), João Oliveira
Vistas (Vila Nova de Cacela), Rui Silvestre nova entrada
William (Funchal), Luís Pestana