Na sua quarta edição, a La Liste revelou recentemente aqueles que considera serem os melhores restaurantes do mundo. Na lista estão nove portugueses — mais um do que o ano passado. O Ocean e o Vila Joya, no Algarve são os mais bem classificados em Portugal. No topo, mantém-se o francês Guy Savoy que este ano partilha o primeiro lugar com mais três restaurantes.

Antes de mais, uma breve explicação: A La Liste surgiu em 2015, pela mão do ministro dos negócios estrangeiros francês, Laurent Fabius. O intuito era que a lista juntasse 1000 restaurantes de todo o mundo, através de uma análise por algoritmo, com base em 550 guias (incluindo o TripAdvisor, World 50 Best Restaurants e Michelin), reviews online de clientes e ainda a opinião de chefes provenientes de 165 países. Posteriormente os resultados são convertidos em percentagens e elege-se o número um, ou vários número um, como é o caso deste ano em que o francês Guy Savoy partilha o primeiro lugar com Bernadin (Estados Unidos), Ryugin (Japão) e Sugalabo (Japão). Mas há mais. Já lá vamos.

Falemos primeiro do caso português. Este ano o Ocean e o Vila Joya voltam a ser os restaurantes lusos mais bem classificados nesta lista, apresentando ambos uma percentagem de 98% — e partilhando lugar com restaurantes de topo como o Mirazur (França), o El Celler de Can Roca (Espanha) ou a Osteria Francescana (Itália). Além dos restaurantes de Hans Neuner e Dieter Koschina, também fazem parte desta escolha, Il Gallo D’Oro (Funchal, Madeira) com 93.50%, Belcanto (Lisboa) com 92.50%, Fortaleza do Guincho (Cascais) com 91%, Feitoria (Lisboa), com 85.50%, Alma (Lisboa), com 82.50%, Henrique Leis (Almancil), com 77% e ainda The Yeatman (Vila Nova de Gaia), com 76%.

Como já mencionado, a novidade deste ano é mesmo a partilha de lugares consoante as percentagens, caso que se verifica nas três primeiras posições, por exemplo. Ora veja: Guy Savoy (França), Le Bernadin (Estados Unidos), Ryugin (Japão) e Sugalabo (Japão) ocupam o topo com 99.50%. Seguem-se os números dois, os restaurantes L’Arpège (França), Martín Berasaregui (Espanha), Le Louis XV – Alain Ducasse (França), Kitcho Arashiyama (Japão) e Sushi Saito (Japão) — todos com 99%. Por fim, em terceiro lugar, partilham a percentagem de 98,50%, os restaurantes L’Ambroisie (França), Alain Ducasse, au Plaza Athénée (França), La Vague d’Or – Le Cheval Blanc (França), Don Algonso 1890 (Itália), Manresa (Estados Unidos), Restaurant de l’Hôtel de Ville (França) [o grande vencedor da primeira edição em 2015], Matsukawa, (Japão) e Yanagiya (Japão).

Confira o top dez dos melhores restaurantes do mundo para a La Liste:

Guy Savoy (França) – 99.50%
Le Bernadin (Estados Unidos) – 99.50%
Ryugin (Japão) – 99.50%
Sugalabo (Japão) – 99.50%
L’Arpège (França) – 99%
Martín Berasaregui (Espanha) – 99%
Le Louis XV – (Alain Ducasse (França) – 99%
Kitcho Arashiyama (Japão) – 99%
Sushi Saito (Japão) – 99%
L’Ambroisie (França) – 98.50%

E os nove restaurantes portugueses presentes na lista:

Vila Joya (Albufeira) – 98%
Ocean (Portimão) – 98%
Il Gallo D’Oro (Funchal, Madeira) – 93.50%
Belcanto (Lisboa) – 92.50%
Fortaleza do Guincho (Cascais) – 91%
Feitoria (Lisboa) – 85.50%
Alma (Lisboa) – 82.50%
Henrique Leis (Almancil) – 77%
The Yeatman (Vila Nova de Gaia) – 76%

Mais informações aqui.