‘Feijoada de Litão’, uma receita algarvia, foi a grande vencedora da 6.ª edição do concurso A Mesa dos Portugueses. Vanessa Pereira é a autora da iguaria que concorreu com mais de 70 receitas de norte a sul do país. A prova final da competição aconteceu no passado dia 5 de dezembro, e o veredicto foi conhecido ontem, dia 14, numa cerimónia que decorreu no Lux Lisboa Parc Hotel.

“É a concretização de um sonho, uma grande alegria”, começa por dizer Vanessa Martins, ainda visivelmente emocionada, sobre a vitória no concurso. Com a filha pequena e a mãe junto dela, diz-nos adorar os produtos algarvios, apesar de ter nascido em Lisboa. Essa fascinação da terra a sul foi complementada quando se juntou com o companheiro, oriundo de Faro. Quando conheceu o litão, começou a experimentar primeiro as receitas da sogra e depois foi alterando-as ao seu gosto.

Para quem desconhece, o litão é um peixe apanhado nos mares locais, em que lhe é retirado a pele, para depois ser escalado, salgado e colocado a secar ao sol. Normalmente é servido guisado (à moda de Olhão) ou acompanhado de feijão branco. Vanessa Pereira, que já tinha concorrido nos cinco anos passados do concurso, sucede assim a Jorge Ribau, vencedor da edição passada. “A Vanessa utilizou um ingrediente que surpreendeu. Provámos o seu prato e só queríamos mais. Esta é uma comida que é sobretudo de conforto e para toda a família”, conta Isabel Zibaia Rafael (Cinco Quartos de Laranja), um dos membros do júri.

Desde 2011 que a Mesa dos Portugueses celebra a elaboração de pratos com recurso a produtos portugueses e elege as melhores receitas de cada região do país. Ao concurso propõem-se todos os amantes da gastronomia lusa. A competição divide-se em cinco categorias, nas quais foram eleitos os respetivos finalistas: Joaquim Ferreira com ‘Açorda de galinha com grão’ (Entradas e Sopas), Vanessa Pereira com ‘Feijoada de Litão’ (Peixes e Mariscos), Deolinda Campelo com ‘Cabrito à Serra D’arga’ (Carnes e Caça), Maria António com ‘Folhado de roupa velha à moda da tia Teresa’ (Bacalhau) e Daniela Batalha com ‘Esperanças’ (Doçaria). “O nível estava altíssimo. Está mais que visto que os portugueses são uns cozinheiros de mão cheia”, revela Rodrigo Castelo (Taberna ao Balcão, Santarém), também ele responsável pela eleição dos pratos finalistas.

Para além de Isabel Zibaia Rafael e Rodrigo Castelo, o painel de jurados foi formado ainda por Orlando Esteves, Cátia Gormon (Programa Os Segredos da Tia Cátia) e Pedro Cardoso (Proprietário do Solar dos Presuntos).

A iniciativa da Cofina e das Edições do Gosto tem o objetivo de manter vivas as tradições e cultura portuguesa, bem como, o receituário local. Numa altura em que a gastronomia parece estar sempre presente no dia-a-dia dos portugueses, este é um evento que permite a todos os não profissionais mostrarem um pouco das suas raízes.

O prato vencedor. Foto: Filipe Vera-Cruz