Oeiras é a nova Capital Europeia da Cultura Gastronómica 2020-2021. O anúncio oficial foi feito hoje, dia 9 de outubro, numa cerimónia que decorreu no Palácio do Marquês, e que contou com as presenças do presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais e do co-presidente da Comunidade Europeia, José Bento dos Santos. Foram confirmadas algumas iniciativas que serão desenvolvidas no âmbito da gastronomia ainda este ano, como o Congresso dos Cozinheiros, que acontecerá em novembro, no Tagus Park.

“Estou muito entusiasmado com o acolhimento desta iniciativa, sobretudo porque procura ir mais além do que vulgarmente consideramos gastronomia e toca ao tema da alimentação. Se esta iniciativa puder contribuir para que os produtos portugueses sejam melhor conhecidos, os portugueses possam usufruir da sua qualidade e ainda conseguirmos educar as pessoas do ponto de vista alimentar, então terá valido a pena”, começou por dizer Isaltino Morais, Presidente da Câmara Municipal de Oeiras.

Durante a conferência de imprensa, foi esclarecido aos presentes que Oeiras vai começar já a trabalhar na sua função enquanto Capital Europeia da Cultura Gastronómica dinamizando uma série de eventos ainda este ano. O primeiro deles acontece em novembro, no Tagus Park, e resulta de uma parceria com o Congresso dos Cozinheiros e as Edições do Gosto, empresa responsável pelo evento. A iniciativa acontece já dias 10, 11 e 12 do próximo mês e vai juntar mais de 50 nomes da cozinha em Portugal. Em dezembro, acontecerá também o congresso online ‘Do campo e do mar para a mesa’. Para o futuro está previsto a criação de um Observatório Europeu de Gastronomia que funcionará “como um agregador de conhecimento que proceda, de forma metódica e sistemática, à identificação, inventariação, transmissão e difusão dos hábitos alimentares e da riqueza cultural da gastronomia europeia”, revelou ​Jorge Barreto Xavier, diretor municipal de Educação, Desenvolvimento Social e Cultural da Câmara Municipal de Oeiras que sublinhou ainda que Oeiras ser nomeada Capital Europeia da Cultura Gastronómica é “um desafio que nos entusiasma. A gastronomia é essencial na cultura”.

Recorde-se que Oeiras como Capital Europeia da Cultura Gastronómica faz parte de um plano mais amplo onde se insere a candidatura a Capital Europeia da Cultura em 2027.

Isaltino Morais, presidente da Câmara de Oeiras e José Bento dos Santos, co-presidente da Comunidade Europeia da Cultura Gastronómica, mostraram-se entusiasmados com esta nova fase para Oeiras. Foto: DR