Ainda antes do Estado de Emergência ser decretado, Sérgio Gama, cozinheiro na Casa Velha, na Quinta do Lago em Vilamoura, decidiu voltar para casa dos pais, em Coimbra, e criar o projeto pop up Brunch em Casa.

“Em conversa com um amigo meu, que tem uma gelataria, a Sugar Daddy – Ice Cream & Co, falámos de fazer uns take aways para ver se conseguíamos fazer com que entrasse algum dinheiro agora que o restaurante onde trabalho está numa situação de lay off”, começa por dizer Sérgio Gama. Os amigos começaram por fazer um estudo de mercado “caseiro” e concluíram que a oferta do conceito de brunch ao domicílio em Coimbra era algo limitado na oferta e na qualidade apresentada. “Na gelataria já existia o conceito de brunch, já se vendiam crepes, waffles e panquecas”, explica acrescentado que foi só preciso adaptar essa mesma oferta a outra realidade.

Em apenas três dias, testaram-se receitas e iniciou-se o serviço de take away e delivery. “Agora que as pessoas estão mais em casa, mais em família, o brunch torna-se perfeito para esses momentos de partilha”, afirma Sérgio.

Atualmente na carta, o Brunch em Casa conta com três menus: o Menu 1 (dois pratos + uma bebida e uma sobremesa), o Menu 2 (quatro pratos + duas bebidas + duas sobremesas) e o Menu 3 (seis pratos + três bebidas + duas sobremesas). Bagel de salmão, panqueca Benedict, crepe de frango, bife de atum em caco, açaí bowl, salada Caesar, bao vegetariano, panquecas salty e chicken waffle, brownie e sortido de fruta fresca são as opções de escolha. Já a carta de bebidas inclui smoothies, limonada e sumo de laranja.

Sérgio Gama, que soma experiências profissionais com nomes como Sérgio Arola, Paco Peréz, René Redzepi e, mais recentemente, Hans Neuner, no Ocean, pondera abrir em breve um espaço físico maior para a produção do brunch e também dos produtos da gelataria.

As encomendas podem ser feitas diretamente nas páginas de Instagram e Facebook do Brunch em Casa, ou então, através da app Uber Eats. Mais informação aqui.