Depois das escolhas de André Lança Cordeiro, Pedro Abril, João Cura e Ivo Tavares queremos agora saber qual o prato que o chefe brasileiro Leandro Araújo gostava de ter sido o autor — seja este proveniente de um restaurante de renome, de uma casa tradicional ou até mesmo do seio da sua família. De seguida, as respostas do chefe do Cafézique, em Loulé.

Qual o prato de que gostarias de ter sido autor e porquê?

Gostava de ter sido o autor das pizzas caseiras da minha avó pelo simples facto de ser um prato que lembra a minha infância. Ainda hoje, quando a minha avó vem a Portugal visitar-me, peço-lhe sempre para fazer a sua pizza que acompanho com uma lata de guaraná.

Como se prepara o prato em questão?

É muito simples. A minha avô faz uma massa de pizza de raiz (farinha, água, leite, fermento e sal), que fica fofa e alta, e depois acrescenta molho de tomate, queijo, fiambre, frango e oregãos. Por vezes apenas faz com fiambre e queijo, que também fica uma delícia.

Em relação à receita original, ninguém sabe ao certo a verdadeira origem da pizza nem quem foi o seu inventor. Alguns dizem que foram os egípcios e uns afirmam serem os gregos. O que é certo e que já os egípcios, os babilónios e os hebreus misturavam água com farinha para fazer pães. Esses pães foram levados para Nápoles na época das cruzadas pelos fenícios que acrescentavam coberturas por cima dos pães. Depois foram os italianos que introduziram o tomate vindo da América para a Europa. E partir daí começou a evolução da pizza pelo mundo todo sendo hoje em dia um dos pratos mais comuns em qualquer restaurante. Outro pormenor importante é que a forma original da pizza era fechada tipo calzone, só depois começou a ganhar a sua forma redonda. Hoje em dia há até já algumas quadradas.

Onde pode ser provado?

Para comer as pizzas de que falo só indo ao Brasil, à casa da minha avó, ou esperar que ela venha a Portugal. Como digo tantas vezes, pizzas como as que ela faz não se comem em lado nenhum, nem em Itália.