Quem quer jantar no Noma?

Depois do seu encerramento em março e de vários pop ups ao longo dos últimos meses, o dinamarquês Noma prepara-se para reabrir numa nova localização em fevereiro de 2018. Apesar das reservas já estarem esgotadas para os meses iniciais, graças a parceria do restaurante com a plataforma Omaze e a associação MAD, duas pessoas vão ter a possibilidade de jantar no restaurante de René Redzepi, no dia de abertura.

Mas como é que isto tudo funciona? Através de doações, a reverter para a causa que a MAD abraça. Criada em 2011 pelo chefe do Noma, esta organização tem como objetivo conscientizar o mundo para uma maior sustentabilidade na cozinha.

A proposta que o Noma e a MAD fazem é a de oferecer a oportunidade a duas pessoas de jantar no dia de abertura do restaurante, dia 15 de fevereiro, e ainda visitar os bastidores daquele que entre 2010 e 2012 foi considerado o melhor do mundo para a lista The World 50 Best.

10 dólares é o valor mínimo da doação. É claro que quanto maior for o valor doado, mais hipóteses tem de ser selecionado. A partir dos 100 dólares e até aos 10.000, ainda pode receber uma t-shirt e sacos da MAD, livros e aventais assinados por Redzepi, ou até usufruir de uma tour por Copenhaga, um almoço e uma visita mais pormenorizada ao laboratório do restaurante.

Segundo pode ler-se no site oficial, o menu do novo Noma vai privilegiar a cozinha escandinava e do mar. A partir do verão, o conceito do restaurante passa a concentrar-se nos vegetais. Do início do outono até ao início de 2019, a carne e tudo o que possa ser colhido na floresta são os protagonistas.

Mais informações aqui.

Por |2017-12-14T16:58:23+00:0016:58, 14/12/2017|

Partilhar com um amigo