“Fique em Casa” é a expressão mais usada desde que o mundo lá fora se tornou uma ameaça. Devido ao surto do novo coronavírus tem sido aconselhável (e agora obrigatório) que as pessoas permaneçam em casa, só se deslocando para o trabalho, supermercados ou idas à farmácia. As entregas ao domicílio são, portanto, já uma realidade. Para além de vários hipermercados que asseguram a entrega gratuita dos produtos ao domicílio, de refeições e de farmácias com serviços online, outras iniciativas estão a surgir pelo país. É o caso da Horta do Amigo, o novo serviço da Microgreens que leva, em 24 horas fruta, legumes, verduras e carne até casa dos clientes.

Tomás Lancastre, responsável pelo projeto, refere ao Etaste que as pessoas estão a aderir. “Está tudo em casa de quarentena, com medo de sair à rua e sem acesso a produtos frescos em tempo útil, pelo que a Horta do Amigo acaba por resolver os dois problemas”. O contacto físico ou proximidade das pessoas é inexistente para manter a segurança, coordenando por telefone a passagem de alimentos.

Se vive em Lisboa ou no Alentejo também o Silva Fish é outra opção, desta vez para receber peixe em casa. “Mesmo sem sair de casa, o melhor do mar pode chegar à mesa das pessoas”, afirma Samuel Silva que decidiu lançar este negócio, dadas as actuais circunstâncias. Choco, dourada, carapau, corvina ou, até, preparado para caldeirada, são as várias opções que a Silva Fish tem à disposição. “O Covid19 afetou a vivência pessoal e profissional das pessoas. Numa altura em que é recomendado o isolamento social e a quarentena voluntária, é importante que haja serviços e ofertas adaptados a esta nova realidade”, explica o responsável.

Em tempos de crise, inovar é a única saída. Tomás Lancastre deixa um conselho a todos os empresários que, neste momento, estão a passar por uma situação difícil. “Há uma semana temia pela minha empresa. Tenho 10 famílias para alimentar e sem restauração a Microgreens vende 0€, pelo que tivemos que nos reinventar. Não digo que seja fácil para todos, ou que dê para fazer com todos os negócios, mas acho que o mais importante é puxar pela cabeça, ouvir o que as pessoas querem e aquilo que lhes falta e por mãos à obra. Nós montámos uma loja online em dois dias, sem qualquer investimento ou risco. Tudo é possível, desde que as pessoas estejam dispostas a sair da sua zona de conforto”.

Para além destas, por estes dias, também entregam em casa as seguintes empresas:

Comida Independente
Pede Salsa
Herdade Freixo do Melo
Hortelão do Oeste
Semear