Cerca de dez meses depois de ter aberto como Talho da Esquina, a sociedade detentora do restaurante resolveu mudar o nome do espaço para Osso Bento. A mudança surge da saída do chefe Vítor Sobral do projeto.

Através de uma publicação na rede social Instagram, o restaurante deu a conhecer o novo nome, alegando ser “fruto de uma reorganização da sociedade detentora do restaurante”.

Sabe-se agora que esta mudança tem que ver com a saída de Vítor Sobral da sociedade que gere o restaurante e, consequentemente, da chefia do espaço. Recorde-se que Esquina é um nome associado aos projetos do chefe que em Lisboa detém a Tasca da Esquina, a Peixaria da Esquina, o Balcão da Esquina e a Padaria da Esquina.

De acordo com a Chefs Agency, a agência responsável pela comunicação de Sobral, as razões da saída prendem-se apenas pelo facto do chefe ter dois novos projetos entre mãos, entre eles, Dom Roger, um restaurante de “cozinha portuguesa sustentável”, que abriu a 1 de junho, na Avenida da República, em Lisboa, e um outro que vai abrir em setembro.

Ao ETASTE, um dos responsáveis pelo Osso Bento, confirmou que Jorge Melgas mantém a chefia do espaço, algo que já acontecia antes quando Vítor Sobral assumia a posição de chefe executivo. Na carta, serão acrescentadas mais opções de peixe e marisco para alargar a oferta mais focada na carne.

Além dessas novidades, sabe-se que “daqui a um mês, talvez antes” o Osso Bento terá uma nova plataforma, uma app de nome Osso!market onde se poderá comprar a carne servida no espaço, bem como, pratos embalados a vácuo para finalizar em casa e ainda produtos de mercearia como pão ou vinho.