Alegria e agitação, tristeza e solidão. Cozinha é muito isto. E os concursos servem para dar esses choques de realidade do que se avizinha. É a preparação para o futuro dos jovens profissionais. No final do dia, vencedor ou vencido, com um dedo ou um coração queimado, o que interessa é a experiência. Porque afinal o mix de sentimentos não tem fim quando se faz o que se gosta. Na galeria, a crueza da cozinha pela lente de Cátia Barbosa, na final da 6.ª edição do concurso Jovem Talento da Gastronomia, que aconteceu em outubro, em Santarém.