Num ano particular e atípico, aconteceu mais uma gala Michelin Espanha & Portugal, em direto de Madrid, numa cerimónia online. Ainda não foi desta que um restaurante luso chegou ao patamar máximo de três macarons. Para Portugal, há apenas duas novidades a reportar na categoria de uma estrela. Na lista que se segue, conheça melhor as novidades do Guia Michelin Espanha & Portugal 2021.

Uma Estrela

100 Maneiras
Rua do Teixeira, 39. Lisboa.

Em entrevista a Paulo Salvador, em dezembro de 2019, Ljubomir Stanisic admitia que um dia já quis fazer parte do prestigiado guia mas que de momento essa não era uma prioridade sua. Nessa altura, o chefe já tinha aberto o seu novo 100 Maneiras e hoje, passados quase dois anos da inauguração, eis que o guia o presenteia com uma estrela Michelin. Recorde-se que ao longo deste ano, Stanisic foi uma voz ativa pelo setor da restauração e, recentemente, inserido no Movimento A Pão e Água chegou a fazer greve de fome em frente à Assembleia da Republica na procura que governo tomasse uma posição de apoio para com aos setores da restauração, bares, discotecas, turismo, eventos, entre outros — algo que acabou por acontecer após uma reunião conjunta. Nos últimos anos, a sua participação na versão portuguesa do programa de televisão Pesadelo na Cozinha ajudou a elevar a sua posição de figura pública.

Stanisic é natural da antiga Jugoslávia, atual Bósnia e Herzegovina, mas está em Portugal há mais de 20 anos. Detém os restaurantes Bistro 100 Maneiras e restaurante 100 Maneiras, galardoado pelo guia, cujo espaço foi renovado e transformado no novo restaurante que através do menu conta a história do chefe, desde Saravejo, cidade onde nasceu, até às vivências em Portugal. À data da sua abertura, podia ler-se no site oficial do restaurante: “O 100 é maturidade. De Ljubo mas também do grupo 100 Maneiras. Comemoramos 10 anos juntos e sabemos o que queremos. Queremos olhar o mundo todo, trazer o mundo todo para dentro de nós, trazer o nosso mundo para cada detalhe, trazer-nos a nós para dentro de tudo. E ser só iguais a nós próprios.”

Ljubomir Stanisic chegou a Portugal há duas décadas e soma agora o quarto restaurante da sua assinatura. Foto: Fabrice Demoulin
Foto: Fabrice Demoulin


+ info

Chefe: Ljubomir Stanisic e Manuel Maldonado [chefe executivo]
Conceito: A história de vida do chefe cruza-se com as suas experiências e vivências em Portugal.
Menus: A História (25€), O Conto (95€) e Ecos do 100 [menu vegetariano] (110€).

Eneko
Rua Maria Luísa Holstein, 15. Lisboa.

Depois do chefe espanhol Martín Berasategui ter surpreendido, em 2018, ao inaugurar o restaurante Fifty Seconds na Torre Vasco da Gama, em 2019 foi a vez de Eneko Atxa apostar todas as fichas em Portugal com a abertura de não um, mas dois restaurantes na capital portuguesa: Eneko Lisboa e Basque. O primeiro deles, Eneko, foi o galardoado pelo guia este ano, talvez por o seu menu ter como base o trabalho do chefe no Azurmendi (País Basco) — restaurante detentor de três estrelas Michelin e que em 2018 ganhou o prémio de restaurante sustentável do ano pela lista The World’s 50 Best Restaurants.

Em março deste ano, antes da pandemia tomar as suas proporções, Atxa, um dos mais conceituados chefes espanhóis da atualidade, confessava-se apaixonado pelos produtos portugueses e espantava-se pelas suas semelhança com o País Basco. “Não foi difícil adaptarmo-nos, muito pelo contrário, tem sido enriquecedor. Há produtos similares que num lado podem ser mais intensos em sabor do que noutro. Também há uns que são feitos e apreciados de maneiras diferentes consoante as culturas, neste caso, do País Basco e de Portugal”, disse.

Foto: Sílvia Martinez


+ info

Chefe: Eneko Atxa e Lucas Bernardes [chefe residente]
Conceito: A cozinha basca de Atxa numa harmonização com os produtos locais.
Menus: Erroak (110€) e Adarrak (125€)