O restaurante japonês Kai, na Torre de Picoas, em Lisboa reabre amanhã, dia 30 de julho, após quatro meses encerrado. As novidades são muitas e começam no novo chefe, João Francisco Duarte e também na carta renovada.

O projeto abriu em outubro de 2019 e, na altura, ao Etaste Mário Cajada, um dos três sócios do espaço, explicava que o foco era a cozinha japonesa no seu todo, no qual “o sushi no seu estado mais puro estava incluído”. De lá para cá, a premissa continua a mesma, pelo menos é o que garante o novo chefe do espaço, João Francisco Duarte — que soma experiências profissionais em restaurantes como o Eleven, o Arola, o Midori, a Bica do Sapato e, mais recentemente, o Tarara. “O foco vai continuar a ser o produto e isso é o que aqui mais me entusiasma. Vamos trabalhar com peixe nacional, queremos ajudar os nossos produtores e pescadores”, começa por dizer.

Na nova carta, já sem vestígios da anterior chefia por parte do norte-americano Henry Park [que segundo conta João, com a pandemia acabou por voltar para o seu país de origem], figuram alguns clássicos do chefe português, como os tacos de atum picante e de caranguejo, os tataki de lombo novilho e de atum, a salada de camarão em tempura e o yakitori de bacalhau negro com miso. Em relação ao sushi, a oferta será “do mais tradicional possível”, sem creme de queijo ou fruta. No que diz respeito aos pratos quentes de cozinha japonesa, a entrada de novas criações na ementa será feita de forma gradual.

Durante os dias da semana, há um menu de almoço como opção. E muito em breve haverá também um de degustação.

Resta dizer que o Kai partilha o espaço com a cafetaria e pastelaria Simpli (localizada no primeiro andar), especializada em café, e com uma oferta de pães de fermentação lenta e sobremesas.

O Kai está aberto para almoço e jantar, de terça-feira a sábado. Reservas através do número de telefone 213 521 113. Mais informações aqui.