Luis Antunes

- Luis Antunes

Crítico gastronómica

Taberna Bay

Paulo Mota, açoriano de sotaque macio (de S. Miguel, mas macio), é o chefe de cozinha e alma da casa. Cara de meia idade, já com rugas que lhe temperam a expressão, tisnado, como se passasse o dia ao largo da baía em frente a São Roque, pescando ou fumando um cachimbo de pescador.

Por |2018-10-12T16:47:44+01:0014:55, 14/07/2017|

Tapisco

Sentar solitário ao balcão é sinónimo de uma refeição triste e nostálgica? Au contraire. Num bom balcão nunca se está sozinho, entre tábuas, fogo e shakers, a refeição pode ser divertida, cheia de aprendizagens, relaxada. O Tapisco, de Henrique Sá Pessoa, acabou de abrir e já lá fui. Tapear?

Por |2018-10-12T16:48:16+01:0011:45, 20/04/2017|

Infame

É sempre uma boa notícia quando o bom-gosto regressa a Lisboa. O renovado Largo do Intendente Pina Manique é um bom exemplo, como é o Hotel 1908, um edifício que dava nas vistas pela sua degradação e agora afirma orgulhoso o seu Prémio Valmor de 1908.

Por |2018-10-12T16:48:39+01:0014:55, 10/04/2017|

Boi-Cavalo

Pode ser complicado para um crítico atacar um problema como o do Boi-Cavalo, de Hugo Brito. Pode. Esqueçamos, portanto, o crítico. O Luís Antunes, eu, vai falar do que aprendeu ao comer no Boi-Cavalo.

Por |2018-10-12T16:42:46+01:0012:04, 14/02/2017|

Alma

Talvez o maior mérito de Henrique Sá Pessoa seja que a fama vinda dos programas de televisão nunca lhe estragou a simplicidade. Crítica gastronómica ao Alma.

Por |2018-10-12T16:42:05+01:0011:56, 11/10/2016|

Claro

Vítor Claro mudou-se para o Hotel Solar Palmeiras e tem aí lentamente tecido a estrutura da sua cozinha, que está melhor do que nunca. Muito recentemente a sala teve obras de renovação, discretas, a assegurar uma certa elegância e sofisticação.

Por |2018-10-12T16:41:48+01:0009:22, 16/08/2016|